De 5% a 20% das pessoas  que  convivem com diabetes há muito tempo tem diarréia frequente.  As possíveis causas incluem  uma menor liberaçãode enzimas digestives pelo pâncreas, o uso excessive de antiácidos contendo magnésio, ou um excess de bactérias na parte superior do intestine (onde normalmente não devem estar). Geralmente, entretanto, a causa é desconhecida. Acredita-se que uma causa básica seja o dano sofrido pelos nervos que controlam o movimento peristáltico.

Faça uma avaliação com a equipe médica. Se houver enzimas digestives insuficientes, por exemplo, um comprimido tomado às refeições pode resolver o problema. Se a causa da diarréia permanecer desconhecida, ainda existem tratamentos que podem colaborar para o endurecimento das fezes e diminuir o número de movimentos peristálticos diários.

Alguns destes tratamentos incluem remedios simples, como psyllium (Metamucil) ou uma mistura de  caolin e pectin (Kaomagma). Outras pessoas  respondem às drogas receitadas, como resinas de ligação de colesterol (colestiramina), antibióticos (tetraciclina ou eritromicina), ou drogas projetadas para diminuir o movimento peristáltico (loperamida (lomotil,. Imosec).

Seja qual for a causa da diarréia, faça uma cuidadosa inspeção médica pois há boas chances de alívio para os sintomas.

Fonte: 101 Dicas para Permanecer Saudável com diabetes, fls. 24.